A Copare Máquinas e Ferramentas é um e-commerce criado para atender o mercado de máquinas e ferramentas, possuindo uma ampla variedade de produtos para os mais diversos segmentos.

Gancho, pitão, escápula e parafuso: você sabe a diferença entre cada um?

Dicas Gancho, pitão, escápula e parafuso: você sabe a diferença entre cada um?

Saber a diferença entre os diversos tipos de pitão, escápulas e parafusos são fundamentais para que você realize um trabalho eficaz, de forma prática e segura. Então que tal saber um pouco mais sobre a diferença entre cada uma dessas ferragens e suas utilidades? Fique ligado e confira o texto a seguir.

Gancho

Gancho

O gancho é um tipo de parafuso diferente dos demais. É ideal para ser instalado na área interna ou externa. Ele possui o design em formato rosqueável, exatamente como um parafuso, com uma ponta em forma de gancho. Nessa extremidade é possível encaixar objetos de decoração, quadros, ferramentas, varais e muito mais.

Pitão

Pitão

O pitão é bastante semelhante ao gancho. O que os diferencia é que a parte final do pitão é composta por um tipo de anel. Assim como o gancho, possui a finalidade de pendurar objetos. Vale ressaltar que ele deve ser utilizado somente em áreas de alvenaria.

Escápula

Escápula

A escápula tem uma aparência diferente e embora possua um modelo rosqueável, a outra extremidade tem o formato de um “L”. Essa ferragem tem como principal finalidade: pendurar quadros, luminárias, varais etc. Lembrando que a área menor do “L” deve ficar para cima no momento de rosquear.

Parafuso

Parafuso

O parafuso é o mais comum e conhecido por todo mundo. O que poucos sabem é que, além de serem apresentados nos modelos de encaixe fenda e philips, eles podem ser sem fenda, torx ou sextavados, podendo variar no tipo de rosca e tipo de cabeça. Para a instalação do parafuso você vai precisar de uma parafusadeira ou chave de fenda.

Atenção no momento da compra

Para que seu parafuso seja instalado da maneira correta e sirva para o serviço que você deseja, vale ficar atento nos seguintes detalhes:

  • Encontre uma bucha compatível com a ferragem escolhida;
  • Compre ferragem para a superfície certa (alvenaria, drywall, concreto e etc);
  • Capacidade de peso para a bucha.

Seguindo essas dicas, tenha certeza de que a bucha e ferragem escolhida serão instaladas da maneira correta, suportando o peso ideal e com a total segurança que você precisa. E aí, o que achou?